Preencha os campos abaixo para submeter seu pedido de música:

Menu

Alcance comprovado da força do rádio no Brasil

O mercado publicitário é inundado por uma série de números, originados de diferentes metodologias e cenários de comportamento. E o rádio sempre contou com pesquisas sérias, que mostram o comportamento do público nos mais diferentes recortes. Um dos índices mais utilizados é o de audiência, resultado da composição entre alcance e tempo médio, que sempre determinou o “ranking geral” no rádio brasileiro. Mas e o alcance ? Com valores na casa dos milhões em vários mercados, ele ganha em importância na defesa do meio.

O alcance é o número de pessoas diferentes que ouviram uma determinada emissora por pelo menos 1 minuto, em um período de tempo definido. Na determinação do alcance não é levado em conta o tempo que cada indivíduo dedicou a emissora.

Em recortes como 30 dias ou Alcance Máximo (90 dias), mercados como São Paulo, Rio de Janeiro e Belo Horizonte contam com rádios que superam o volume de 1 milhão de ouvintes diferentes. Atualmente no mercado paulistano, são 17 FMs que estão acima dessa expressiva marca, considerando a última medição válida (trimestre outubro a dezembro de 2019 – Kantar Ibope Media).

“É muito bom ver o meio rádio cada vez mais interessado em analisar outras métricas além do índice de audiência. Quanto mais o meio se debruçar em cima de dados, mais ele será profissional e tomará decisões mais precisas, tanto do ponto de vista artístico quanto do ponto de vista comercial”, afirma Fernando Morgado, professor, consultor, palestrante e escritor nas áreas de marketing, inteligência de mercado e comunicação.

Morgado também destaca que são três os principais usos do alcance pelo mercado. “Trata-se de uma das métricas que compõe o calculo do índice de audiência. É muito usada no mercado para medir a força de marca e a eficiência dos resultados de ações promocionais e de comunicação. Ela também auxilia diretamente na defesa comercial do meio rádio”, explica Morgado.

Como ele expõe o impacto do meio rádio e de uma determinada marca na população, atualmente o alcance é lembrado como algo mais próximo dos valores utilizados por plataformas digitais, como números de visitantes únicos, alcances e engajamentos (que dificilmente consideram médias de audiência).

 

Fonte: tudoradio.com

Deixe seu comentário:

Noticias do Mercado

  • RIC FM é cotada para assumir 107.1 FM na Grande Curitiba

    Após o final das operações da Rádio Banda B AM 550 de Curitiba em conjunto com a 107.1 FM, o canal é cotado para ser ocupado por programação própria do Grupo RIC, o qual controla a estação. A estação... Leia mais

    Em 23/03/2020
  • 98 FM mantém a liderança geral em Curitiba

    Na semana passada o mercado curitibano acompanhou mais uma atualização dos dados da audiência FM local, medida regularmente pelo Kantar Ibope Media. No resultado conhecido no último dia 11, o FM de Curitiba obteve... Leia mais

    Em 19/03/2020
  • Caiobá reposiciona sua marca em Curitiba

    A Caiobá FM 102.3 de Curitiba, uma das rádios mais ouvidas na capital paranaense, está intensificando uma ação de reposicionamento de sua marca junto aos ouvintes e ao mercado publicitário. A rádio, controlada... Leia mais

    Em 03/03/2020